Bezalel [ Sob a Sombra (Abrigo) de Deus ].

Principal artesão e construtor do tabernáculo, “filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá.

O próprio Jah designou Bezalel e prometeu que o ‘encheria do espírito de Deus em sabedoria e em entendimento, e em conhecimento, em toda espécie de artesanato, para elaborar projetos, para trabalhar em ouro, e em prata, e em cobre, e em lavrar pedras para engastá-las e em trabalhar madeira para fazer trabalhos de toda espécie’.


Estes materiais caros, com os quais Bezalel trabalhava, foram supridos pelas contribuições generosas das pessoas de “coração disposto”, e mostraram ser ‘mais do que suficientes’.


Bezalel teve como seu principal ajudante a Ooliabe e havia muitos de “coração sábio” que trabalhavam com eles, todavia, a responsabilidade de orientar o trabalho complicado era de Bezalel.Isto se evidencia na troca dos pronomes implícitos nos verbos, “ele” referindo-se a Bezalel, e “eles”, a seus auxiliares.


A grande diversidade das habilidades de Bezalel, e o fato de que estava cheio do “espírito de Deus” , capacitaram-no a superintender a fabricação de panos de tenda e seus bordados, de colchetes de ouro e de cobre, das coberturas externas de peles, das armações dos painéis de madeira, recobertos de ouro, do reposteiro interior, da recoberta arca do pacto e seus querubins, da mesa e seus utensílios, do candelabro de ouro e do altar do incenso, dos prescritos óleo de unção e incenso do altar da oferta queimada, da bacia de cobre e de seu suporte, do pátio do éfode e seu peitoral guarnecido de pedras preciosas, e das vestes sacerdotais.


Quando Salomão ascendeu ao trono, 475 anos depois, a tenda do tabernáculo, a arca do pacto e o altar de cobre ainda estavam em uso.

Bezalel entendia de construção. Como escravo no Egito, ele provavelmente tinha perdido a conta dos tijolos que haviam fabricado. Mas isso era coisa do passado. Agora, ele se tornaria artesão da mais alta qualidade para cumprir a designação de liderar a construção do tabernáculo.